sexta-feira, 26 de novembro de 2010


"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas"

"Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.
Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela…
Um dia nós percebemos que as mulheres tem extinto “caçador” e fazem qualquer homem sofrer…
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável…
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples…
Um dia percebemos que o comum não nos atrai…
um dia saberemos que ser classificado como “bonzinho” não é bom…
Um dia percebemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você…
Um dia saberemos a importância da frase ” Tu se tornas eternamente responsável por aquilo que cativas…”
Um dia percebemos que somos muito importante para alguém mas não damos valor a isso…
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais…
Enfim… um dia descobrimos que apesar de viver quase 1 século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos que os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer tudo o que tem que ser dito…
O jeito é: ou nos conformarmos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutarmos para realizar todas as nossas loucuras…
Quem não compreender um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação".

Mario Quintana.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

O amor supera tudo!!??

hoje depois de um bloqueio que julgava que iria durar mais tempo resolvi deixar a veia criativa solta de novo e deixar vir a tona uma explosão de sentimentos todos emaranhados…

Andei tempo demais fechado em mim mesmo, fazendo planos e é duro, mas necessário, rever o intinerário pra não colidir num aiceberg…

Será que consigo? so o tempo vai dizer….

Chega um dia na vida da gente que precisamos encarar algumas coisas de frente. A distância da pessoa amada é, sem dúvidas, um dos piores cenários que podemos imaginar para nossas vidas amorosas. Você fica cheio de dúvidas, não sabe se isso vai ou não vai funcionar, você precisa se adaptar a algumas mudanças drásticas e sempre vai rolar aquela insegurança. Afinal de contas, relacionamentos a distância valem mesmo a pena? É uma boa apostar neles? Obviamente, a única pessoa que pode responder se vale a pena ou não investir nisso é você. Porque, a principio, e isso eu posso garantir, essa não é uma das coisas mais fáceis que podemos encarar em nossas vidas. E digo isso por experiência própria, ser alguém apaixonado por uma pessoa que mora a 8.276km de distância é tenso.

Felizmente, hoje em dia um dos piores problemas para quem se relaciona a distância está parcialmente resolvido – a comunicação – e você pode ter contato diariamente a custo quase zero. A internet é uma mão na roda para quem esta longe fisicamente mas quer manter contato o máximo de tempo possível. MSN, Orkut, Fotolog e outros sites ajudam bastante nessas horas. A ansiedade, que muitas vezes atrapalha, pode até ajudar nessas horas. O negócio aqui é organizar umas dicas para que você se dê bem, então vamos a algumas delas:
Não deixe o ciúme atrapalhar. Nunca!

Tudo o que você e seu parceiro menos precisam nessas horas é motivos para brigar. Por mais que pareça estranho, não existe realmente a necessidade de você querer controlar todos os passos do parceiro, e de vez em quando você vai ter que ser flexível o bastante para entender uma ida ao barzinho com os amigos. A primeira coisa que deve haver num relacionamento a distância é a confiança, e deixar seu parceiro ir passar chateado ou com raiva de você pode ser um estopim perigoso. Evite brigas bobas e ciúmes excessivos, confie mais no parceiro e sua relação vai ser preservada.
Aproveite a distância para conversar. Sobre TUDO!

Como basicamente o que sobra pra vocês é o contato virtual, aproveite para conversar sobre tudo com seu parceiro. Bolem algum tipo de brincadeira onde um faz uma pergunta sobre qualquer coisa e o outro responde de forma sincera, trocando após a resposta. Se o relacionamento é sério e nenhum dos dois tem nada a esconder, esse tempo de conversa “obrigatório” servirá para mais que apenas falar qualquer coisa e ficar com mais saudade ainda. Ocupar a mente descobrindo novidades é um dos melhores remédios para a distância.
Medo da traição. E agora?!

Igual eu disse, a maior base do relacionamento a distância é a confiança. A traição pode acontecer tanto para quem mora junto quanto para quem mora distante, não há como evitar em muitos casos. Porém, a confiança é a chave, e se ambos estão mesmo juntos nessa, esse é um medo que você pode excluir da sua mente. Sempre é mais difícil confiar as cegas, mas pense comigo: alguém sustentaria uma relação a distância se não gostasse de verdade da pessoa? Eu acho que não.
Aprenda a lidar com o momento da despedida

Definitivamente, o pior momento na vida de dois namorados é a hora da despedida. Saber que pode demorar um pouco para poder reencontrar é um teste cardíaco dos grandes. Porém, é um mal necessário, já que a vida segue e você precisa voltar as suas atividades normais. Não torne a despedida um ato ruim, tente encarar melhor isso. Por mais difícil que seja, na próxima vez que vocês dois se reencontrarem todo aquele amor e saudades acumulados farão com que vocês dois curtam ao máximo cada segundo juntos. Lembre que, por maior que seja a distância, para o amor não existem fronteiras. O tempo vai se encarregar de juntar vocês dois assim que possível, é sempre importante lembrar isso.
O amor supera tudo!

É nisso que você tem que focar. Todo relacionamento tem momentos de adversidade e o importante é lembrar do que os une. O amor entre vocês é maior que a distância que os separa, certamente, e contra isso não tem argumento nenhum que possa desabonar o relacionamento.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

That's What You Get

No sir, I don't wanna be the blame, not anymore
It's your turn, so take a seat we're settling the final score
And why do we like to hurt so much?
I can't decide you have made it harder just to go on
And why all the possibilities well, I was wrong

That's what you get when you let your heart win, whoa
That's what you get when you let your heart win, whoa
I drowned out all my sense with the sound of this beating
And that's what you get when you let your heart win, whoa

I wonder, how am I supposed to feel when you're not here?
'Cause I burned every bridge I ever built when you were here
I still try holdin' on to silly things I never learn
Oh why, all the possibilities I'm sure you've heard

That's what you get when you let your heart win, whoa
That's what you get when you let your heart win, whoa
I drowned out all my sense with the sound of this beating
And that's what you get when you let your heart win, whoa

Pain, make you way to me, to me
And I'll always be just so inviting
If I ever start to think straight
This heart will start a riot in me
Let's start, start, hey!
Why do we like to hurt so much?
Oh, why do we like to hurt so much?

That's what you get when you let your heart win, whoa
That's what you get when you let your heart win, whoa
That's what you get when you let your heart win, whoa
Now I can't trust myself with anything but this
And that's what you get when you let your heart win, whoa

quinta-feira, 28 de outubro de 2010



Tenho um ar de nariz empinado, gosto de animais, de peixes principalmente, adoro historia e filosofia, mas gosto muito de ler, gosto de praia e de casa de praia, gosto de estudar, tenho medo de não ser compreendida, de não acertar a piada, eu vejo coisas, eu falo sozinha eu explico pra mim mesma. Adoro poemas, adoro casas e cidades históricas, sou gentil, sou sincera, sou indecisa, sou amiga, sou chata, sou planejada, sou preguiçosa, sou triste e sou alegre. Já me apaixonei, já me arrependi, já enganei e já me desenganei, conheço um pouco do Brasil, quase nada do mundo, só falo português, já comecei cursos e parei na metade, já acordei cedo pra ver o sol nascer do mar, adoro o Chaves e o Pica-Pau, eu já criei um mundo melhor, já me perdi, já me achei, gosto de conversar com gente nova, e com gente velha, gosto de coisa simples, e de ser sofisticada, gosto de gente atrevida e que toma iniciativa, gosto de quem me puxa para o novo, gosto de piada bem contatada, gosto de entender as coisas depois que me explicam, gosto de vinho e suco de laranja, não gosto da injustiça, gosto de lojas,de tênis,de brinocs, de relógios, aaamo flores...Eu falo muito, eu falo o que não devo.

Tenho medo de não te achar e ficar só, não gosto quando alguém aparece mais que eu , mas não gosto de ser bajulado, gosto de cinema, gosto de musica brasileira e Nickelback, gosto das cores do Romero Britto , gosto de sol, gosto de frio, adoro meu irmão, sou professora, mas como tal não entendo nada de matematica , tenho medo de me acostumar.
……não cabe tudo o que já foi e muito ainda pode ser……

Eu sou eu mesmo a procura de outro alguem que consiga me completar… alguem que me ensine e que aprenda comigo…
Odeio o caos, mas flerto com ele.
Eu analiso, me adapto e supero.
Debochada (as vezes, mal-humorada), teimosa, mandona, cíncao demais.
Me preocupo muito com coisas estúpidas.
Aprendi que até cortar os defeitos pode ser perigoso - nunca se sabe qual o defeito que sustenta nosso edifício inteiro…
Curto a vida do jeito que eu quero, sem aquela obrigação de ser perfeito - até porque, pessoas “perfeitas” são um saco (e uma grande mentira).

Não me importa saber como você ganha a vida.
Quero saber o que mais deseja e se ousa sonhar em
satisfazer seus anseios do seu coração.

Não me interessa saber sua idade.
Quero saber se você correria o risco de parecer tolo por amor,
pelo seu sonho, pela aventura de estar vivo.

Te espero aqui…


OLHEI PARA DENTRO DE MIM

Na última noite que passou, enquanto o sono não chegava meu pensamento vagueou, quando de repente se fixou, nas voltas que o mundo dava
Um forte desejo me assolou de o mundo poder alterar mas o que mais me chocou na última noite que passou, foi não saber como lidar, não ter noticias tuas…

olhei para dentro de mim para ver o homem que sou, julgo-me forte mas no fim
não sou ouro nem marfim, apenas barro que quebrou

Eu a querer mudar o mundo, de sonhos tolos não desisto, julgo-me inteligente e no fundo
não passo de um moribundo e o mundo nem sabe que existo

Homem miserável sou afinal, escrevo e esta é a minha defesa
minha insanidade é tão real que quando algo me soa mal
sorrio e escondo a tristeza

foi naquela noite que passou que à conclusão eu cheguei que aos poucos morrendo vou
e ninguém saberá que estou num mundo que eu inventei.

domingo, 24 de outubro de 2010


Liberdade

Um breve olhar
Um Triste Adeus
Um longo Fim
Até quando voltarei a ver cenas de um filme que vi
E não dá mais pra me envolver, pra te ouvir
Hoje Eu sou um homem livre
Eu aprendi

Não Sufoque, Não sufoque

Por onde eu Passe
Não te encontrarei
Eu não vou, eu não tendo liberdade
E não me compare, não estou com vontade
Isso é tudo, eu não tendo liberdade!

Eu recordei o sentimento que havia em mim
Eu não to aqui pra me render,
Não é pra vir mais aqui.
Já cansei, já ponderei, pode sair
Quero dizer que já escolhi
Quem vou seguir

O meu preço já foi pago

Por onde eu Passe
Não te Encontrarei
Eu não vou, eu não tendo liberdade
E não me compare, não estou com vontade
Isso é tudo, eu não tendo liberdade!

sábado, 23 de outubro de 2010


Vontade de você...

Hoje me deu vontade de escrever
Escrever não sei o quê, mas pra você

Hoje me deu vontade de te abraçar
De me perder em teus braços
De me envolver em abraços

Hoje me deu uma grande saudade
Uma enorme vontade
De me fundir em você

Hoje me deu um imenso desejo
De te amar
De me soltar

Hoje eu queria você
Queria viver somente com você,
Por você...

Hoje eu só queria teu calor
E me entregar ao cansaço
De uma noite de amor

Hoje eu queria ver teu rosto
Sentir o suor no teu corpo esgotado de amar
Hoje eu só queria dizer...

Que te quero muito!!!
Quero sentir seu corpo quente sobre o meu,
suas mãos me acariciando, seus beijos, seu desejo....

VOCÊ!




Saudade

Saudade é solidão acompanhada,

é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já...

Saudade é amar um passado que ainda não passou,

é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida...

Saudade é sentir que existe o que não existe mais...


Saudade é o inferno dos que perderam,

é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam...

Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:

aquela que nunca amou.

E esse é o maior dos sofrimentos:

não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.

O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.




A Morte Devagar

Martha Medeiros

Morre lentamente quem não troca de idéias, não troca de discurso, evita as próprias contradições.

Morre lentamente quem vira escravo do hábito, repetindo todos os dias o mesmo trajeto e as mesmas compras no supermercado. Quem não troca de marca, não arrisca vestir uma cor nova, não dá papo para quem não conhece.

Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru e seu parceiro diário. Muitos não podem comprar um livro ou uma entrada de cinema, mas muitos podem, e ainda assim alienam-se diante de um tubo de imagens que traz informação e entretenimento, mas que não deveria, mesmo com apenas 14 polegadas, ocupar tanto espaço em uma vida.

Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o preto no branco e os pingos nos is a um turbilhão de emoções indomáveis, justamente as que resgatam brilho nos olhos, sorrisos e soluços, coração aos tropeços, sentimentos.

Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho, quem não se permite, uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não acha graça de si mesmo.

Morre lentamente quem destrói seu amor-próprio. Pode ser depressão, que é doença séria e requer ajuda profissional. Então fenece a cada dia quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente quem não trabalha e quem não estuda, e na maioria das vezes isso não é opção e, sim, destino: então um governo omisso pode matar lentamente uma boa parcela da população.

Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva incessante, desistindo de um projeto antes de iniciá-lo, não perguntando sobre um assunto que desconhece e não respondendo quando lhe indagam o que sabe. Morre muita gente lentamente, e esta é a morte mais ingrata e traiçoeira, pois quando ela se aproxima de verdade, aí já estamos muito destreinados para percorrer o pouco tempo restante. Que amanhã, portanto, demore muito para ser o nosso dia. Já que não podemos evitar um final repentino, que ao menos evitemos a morte em suaves prestações, lembrando sempre que estar vivo exige um esforço bem maior do que simplesmente respirar.

sábado, 28 de agosto de 2010


Até pode ser que os dragões sejam moinhos de vento...

sábado, 21 de agosto de 2010

sábado, 14 de agosto de 2010

Porque eu sei que é amor
Eu não peço nada em troca
Porque eu sei que é amor
Eu não peço nenhuma prova

Mesmo que você não esteja aqui
O amor está aqui
Agora
Mesmo que você tenha que partir
O amor não há de ir
Embora

Eu sei que é pra sempre
Enquanto durar
E eu peço somente
O que eu puder dar

Porque eu sei que é amor
Sei que cada palavra importa
Porque eu sei que é amor
Sei que só há uma resposta

Mesmo sem porquê eu te trago aqui
O amor está aqui
Comigo
Mesmo sem porquê eu te levo assim
O amor está em mim
Mais vivo

Porque eu sei que é amor

MAIS QUE UM MERO POEMA

Parece estranho
Sinto o mundo girando ao contrário
Foi o amor que fugiu da sua casa
E tudo se perdeu no tempo

É triste e real
Eu vejo gente se enfrentando
Por um prato de comida
Água é saliva
Êxtase é alívio, traz o fim dos dias
E enquanto muitos dormem, outros se contorcem
É o frio que segue o rumo e com ele a sua sorte

Você não viu?
Quantas vezes já te alertaram
Que a Terra vai sair de cartaz
E com ela todos que atuaram?
E nada muda, é sempre tão igual
A vida segue a sina

Mães enterram filhos, filhos perdem amigos
Amigos matam primos
Jogam os corpos nas margens dos rios contaminados
Por gigantes barcos
Aquilo no retrato é sangue ou óleo negro?

Aqui jaz um coração que bateu na sua porta às 7 da manhã
Querendo sua atenção, pedindo a esmola de um simples amanhã
Faça uma criança, plante uma semente
Escreva um livro e que ele ensine algo de bom
A vida é mais que um mero poema
Ela é real

É pão e circo, veja
A cada dose destilada, um acidente que alcooliza o ambiente
Estraga qualquer face limpa
De balada em balada vale tudo
E as meninas
Das barrigas tiram os filhos, calam seus meninos
Selam seus destinos
São apenas mais duas histórias destruídas
Há tantas cores vivas caçando outras peles
Movimentando a grife

A moda agora é o humilhado engraxando seu sapato
Em qualquer caso é apenas mais um chato

Aqui jaz um coração que bateu na sua porta às 7 da manhã
Querendo sua atenção, pedindo a esmola de um simples amanhã
Faça uma criança, plante uma semente
Escreva um livro e que ele ensine algo de bom
A vida é mais que um mero poema
Ela é real

E ainda que a velha mania de sair pela tangente
Saia pela culatra
O que se faz aqui, ainda se paga aqui
Deus deu mais que ar, coração e lar
Deu livre arbítrio
E o que você faz?
E o que você faz?

Aqui jaz um coração

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!

Clarice Lispector

sábado, 7 de agosto de 2010


♫ Todo mundo espera alguma coisa de um sábado a noite... ♫

E você?
O que espera?

Não sei pq.. Mas vi essa imagem e lembrei umas coisas da faculdade... De umas pessoas...
rsrsrsrs
"Fuma aqui toma um chá!"
HAHA'

quarta-feira, 4 de agosto de 2010


Guia-me
Conduza-me por Tuas veredas
Guia-me
Leva-me Senhor... ♫


Há quem diga que pra ♥ partido não há melhor remédio do que Super Bonder...
Eu digo mais...
Pra ♥ partido nada melhor do que se desligar do que te leva a pensar no causador de taaanta dor... Seja uma foto, uma carta, um papel de bombom ou até mesmo um cheiro... Por mais difícil que seja, TENTE! Seja capaz disso, de ir além do sofrimento, de extravasar a dor.

Na maioria das vezes o outro nem
liga para o que estamos passando, é nessa hora que temos que levantar, erguer a cabeça e dizer: "Ô babaca! Não foi o final pra mim!Não me destrui por você!"
Você é mais do que qualquer pessoa que não te dá valor, saiba disso! O sofrimento é inevitável, mas ficar remoendo e se matando por quem nãomerece é escolha sua!


Amandaa- agosto/2010
Sorte de hoje: Ninguém pode voltar e criar um novo início, mas todo mundo pode começar hoje e criar um novo final.


Um novo dia já nasceu
é bom sentir os pés no chão
e saber que ainda Estás aqui...



É Deus que te faz entender toda poesiaE torna mais valiosa a vida
E prova que ainda dá pra ser feliz...

Entre por esta porta agora...
E diga que me adora...
Você tem meia hora pra
mudar a minha vida...
Vem vambora...

terça-feira, 3 de agosto de 2010

De mim pra vc!
Lembro-me como se fosse hoje! Está bem nítido nas páginas da minha memória,O dia em que te conheci. Era uma noite linda, especial!Diferente das demais,Especial!A lua brilhava mais intensamente naquela noite,Como que anunciando a sua chegada.Parecia que algo especial aconteceria naquele dia,E aconteceu!Quando você surgiu compreendi:Era você a razão daquele dia ser diferente,Especial.Tudo conspirava pra eu encontrar você.A lua……que deslizava no céu por entre nuvens brancas e tornavam a noite mais bela e agradável o seu reflexo no mar, nosso mar.A brisa……que soprava suave e trazia de longe a fragrância exalada pelas flores.Toda beleza daquele dia era um prenúncio, De que algo mais belo ainda estava para se revelar: você!Quando te vi…Meu coração disparou,O pulsar do meu coração elevou-se ao extremo.Uma alegria intensa, Um desejo incontrolado de te conhecer,Saber quem tu eras, De onde vinhas,E onde moravas.Lembro que te olhei. Olhei……até você sumir no horizonte.Fiquei profundamente feliz ao perceber que você também notou a minha presença.Senti uma emoção profunda, Um gozo inexplicável.Compreendido apenas por aqueles que sabem o que é amar.Quando nossos olhares se cruzaram,Vibrei……vibrei ao perceber que um tímido sorriso brotou dos seus lábios.Tímido sim,Porém, forte o suficiente para despertar em mim uma chama ardente.Chama essa que abrasava meu peito e fez daquela noite,a noite mais especial,Mais marcante.Ahhhhh, aquela noite…Aquele foi o momento exato,A noite em que te conheci!
Bem, aqui estamos novamente, Suponho que deva ser o destino.
Nós tentamos “ficar na nossa”
Mas, no fundo sabíamos
Que voltaríamos para colocar as coisas no lugar.
Ainda me lembro quando Seu beijo era novidade.
Cada lembrança se repete, Cada passo que dou me faz retornar
Cada viagem sempre me traz de volta para você.
Apesar de todos os fins e começos, Nós continuamos voltando para estes dois corações,
Dois anjos que têm sido resgatados da queda.
E apesar de tudo temos passado lado a lado.
Tudo que conta somos nós dois.
Acho que isso significa ser
Para sempre você e eu,
Afinal.
Quando o amor é realmente verdadeiro, e Dessa vez espero ser realmente verdadeiro.
Ele vive ano após ano, E se transforma conforme caminha, a forma como cresce,
Mas nunca desaparece.
Sempre além do meu alcance,
Você sabe que eu preciso muito de você. Afinal, pra que mais serve a vida…
Apesar de todos os fins e começos, sempre poderemos voltar a esses dois corações separados temporariamente por uma distância que logo logo acabará!

domingo, 1 de agosto de 2010


Rise


Such is the way of the world
You can never know
Just where to put all your faith
And how will it grow

Gonna rise up
Bringing back holes and dark memories
Gonna rise up
Turning mistakes into gold

Such is the passage of time
Too fast to fold
And suddenly swallowed by signs
Low and behold

Gonna rise up
Find my direction magnetically
Gonna rise up Throw down my haste in the road...
Já reparou que muito do que somos, ou quase tudo, somos porque aprendemos a ser? Aprendemos a ser o que somos com o lugar que nascemos, nossos pais, com a televisão, jornais, revistas e com todo um contexto sócio-cultural. Mas não aprendemos que podemos ser o que quisermos ou que podemos criar nosso próprio ser de uma forma que seja só nossa, sem referências rotuladas religiosas, sociais, culturais, familiares ou de qualquer outra ordem. A gente aprendeu a não aceitar que alguém tente ser de seu próprio jeito, porque achamos que todos precisam seguir a mesma fila sem direito algum de expressar-se com mínima originalidade. Quando aparece alguém querendo inovar, todos se revoltam dizendo:"Quer ser diferente?"; ou "Quer aparecer?"; e ainda..."Quem esse aí pensa que é para não fazer como todos nós, ou andar como todos, ou não seguir a nossa moda?" Forçamos os índios a serem como somos e por isso os matamos aos poucos, assim como fazemos com nós mesmos quando nos forçamos a ser como os outros querem que sejamos, sem dar mínima chance à vontade de nossa alma.

O fato é que num mundo pobre e pouquíssimo espiritualizado como o nosso, infelizmente é proibido ser você mesmo. É proibido alguém vestir vermelho, só porque outro alguém resolveu ditar que a moda agora é azul. É proibido não sentir-se triste com a morte de alguém próximo, só porque todos dizem que a morte é algo triste. Todos dizem que o primeiro amor a gente nunca esquece, mas quem disse que um segundo amor será esquecido?

Aprendemos a achar linda a timidez, mas nem nos damos conta de que ela é a maneira mais sutil e sofrida de disfarçarmos nosso orgulho e nosso medo de que alguém possa nos apontar algum defeito. Aprendemos a não acreditar em amor sem ciúmes, sem nos dar conta de que ciúme é pura insegurança, não amor. Então, aprendemos que seguir a alma e aceitar-se como se é pode ser perigoso, simplesmente porque à nossa volta alguém pode resolver não gostar disso.

Por que é que não aceitamos o outro como el
e é ou deseja ser? Por que é que não damos o direito a alguém de ser quem quiser, como quiser e de descobrir-se? Sabe por que? Porque nós mesmos não sabemos ser quem queremos. Não temos essa coragem. Somos frustrados. Seguimos rótulos pré-formatados. Trabalhamos sem prazer. Trabalhamos por coisas, não por ideais. Olhamos para todos, menos para nós mesmos, por termos medo de encontrar em nós o defeito que apontamos nos outros. Não conseguimos ser o que queremos por medo e por isso impedimos os outros de o fazerem. Não obstante, os pais frustrados que não foram atrás de seus sonhos impelem os filhos a o fazerem. Muita vez, seguimos caminhos profissionais que nossos pais querem que sigamos e aprendemos a fazer de nossos filhos os mesmos fantoches que fomos. Pior, chamamos isso de educar.

Seja você. Faça de você e de sua vida uma verdade ainda que mínima, pois será mais válida que máximas mentiras. Siga seu caminho sem olhar para os rastros dos outros, que podem ter ido direto ao abismo.

Siga seu coração. Erre, mas aprenda. Aprenda, mas ensine. Ensine, mas com exemplo. Viva intensamente o que seu coração pede e dê esse direito aos outros. Deixe seu cão, seus amigos, sua família ou qualquer um à sua volta serem, viverem e errarem, pois eles têm o mesmo direito que por sinal você até tem, mas pode não estar se dando: O direito de ser feliz!
Autor: Victor Chaves


sábado, 1 de maio de 2010



Que junto com o sol, possa nascer sempre o desejo de dias melhores...
Retomando as atividades por aqui aos poucos...

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Perdi-me algumas vezes, confesso, mas tenho aprendido com alguns tropeços o que a vida tem me imposto.
Não sei se sei agir como o Senhor Responsável, pois até pouco tempo atrás o limite era o meu mundo, vivia tudo intensamente, sem parar para reparar nos espinhos que espalhava pelo caminho, e na maioria do tempo até pisava em sentimentos alheios.
Tropecei sim, diversas vezes, mas aprendi a levantar, e até meu queixo pode ter ficado mais alto por causa disso… Tolice a minha, acreditar no que pensava ser a coisa correta a se fazer… Às vezes os sonhos simplesmente viram… Poeira…
Porem, aprendi o mais importante. Podemos pegar essa poeira e construir sobre ela um alicerce seguro e robusto que qualquer vento sul não seja capaz de derrubar…


-Cenas da Vida Urbana-